Jornadas de Outono da SPR

13-10-2018

Jornadas de Outono da SPR

Realizaram-se em Fátima nos dias 5, 6 e 7 de Outubro as Jornadas de Outono da Sociedade Portuguesa de Reumatologia (SPR). Participaram 30 especialistas e 21 internos de Reumatologia.

Estas Jornadas são um momento ímpar no panorama da Reumatologia nacional uma vez que, para além da componente científica, compreendem um momento cultural, partilhado com os familiares. Desta forma pretende-se aproximar os reumatologistas e seus familiares. Este ano realizou-se uma visita às grutas de Santo António em Alvados.

No primeiro dia das jornadas realizou-se: um curso dirigido especialmente aos internos da especialidade sobre SPSS; uma reunião geral de especialistas onde foram debatidos diversos assuntos relevantes para a reumatologia nomeadamente a sua expansão e posicionamento de acordo com a Rede de Referenciação; um workshop sobre Ensaios Clínicos. Houve ainda espaço para se reflectir sobre possíveis incrementos nas funcionalidades e potencialidades da plataforma Reum.pt.

Ao longo dia 6 e manhã do dia 7 decorreram várias reuniões dos Grupos de trabalho da SPR. Nestas reuniões são debatidos assuntos e delineados trabalhos dentro de cada área específica da Reumatologia (Espondilartrites, Artrite Reumatóide, Doenças Reumáticas Sistémicas, Reumatologia Pediátrica, Doenças Ósseas e Metabólicas, Imagem, Dor, etc).

Durante o jantar do dia 6 foram entregues três prémios, patrocinados pelo laboratório Abbvie.

O 1º, uma bolsa de investigação SPR/Abbvie no valor de 5000 euros, atribuído à Drª Mariana Luís e equipa, para o trabalho: “ Quantifying skin atrophy induced by systemic glucocorticoids in Rheumatoid Arthritis patients using high-frequency ultrasond elastography”.

Os dois outros prémios no valor de 4000 e 1000 euros, foram entregues à primeira e segunda classificadas na iniciativa “Match the guidelines”, Drª Salomé Garcia e Daniela Faria, respetivamente. Este projecto organizado pela Abbvie e com o patrocínio científico da SPR teve por objetivo contribuir para a educação médica continuada e promover a implementação das recomendações da EULAR, do grupo ASAS e da Sociedade Portuguesa de Reumatologia (SPR), na prática clínica diária relacionada com as doenças reumáticas crónicas imunomediadas.

 

AUTORES