Osteoporose

Como prevenir?

A prevenção da osteoporose começa desde a infância com hábitos de vida saudáveis para adquirir um pico de massa óssea adequada, pois é na infância que a massa óssea se forma paralelamente ao crescimento do esqueleto. Na idade adulta, têm de ser tomadas uma série de medidas destinadas a desacelerar a diminuição da massa óssea, sendo particularmente importante nas mulheres após a menopausa.

A prática regular de exercício físico, principalmente actividades com carga (como caminhadas, corrida ou aeróbica) ou exercício com resistência (com pesos por exemplo) estão associadas a um aumento da densidade mineral óssea e à diminuição do risco de fracturas. O exercício deve ser adaptado à gravidade da doença, sendo que os doentes com densidade mineral óssea muito baixa ou com história de fracturas de fragilidade devem evitar exercícios mais exigentes. A natação é um óptimo exercício para o reforço muscular, contudo não é um exercício eficaz para o aumento da densidade óssea, não sendo por isso recomendada para a prevenção da osteoporose.

É fundamental a adopção de uma dieta equilibrada com ingestão adequada de cálcio e de proteínas. O cálcio, elemento essencial para o normal metabolismo do osso, está presente em maior quantidade no leite e derivados, mas também pode ser encontrado noutros alimentos, como os legumes verdes (brócolos e espinafres por exemplo), alguns frutos secos (como a linhaça ou o grão de bico) e em alguns peixes (como a sardinha). O organismo humano tem mais facilidade em obter o cálcio a partir dos lacticínios do que de outros alimentos, pelo que estes devem ser preferidos como fonte de cálcio.

Deve ser estimulada a exposição solar frequente (exposição de face, braços e mãos 15-20 minutos diários, sem protecção solar), de modo a estimular a produção de vitamina D, essencial para a absorção de cálcio nos intestinos e uma correcta mineralização do osso. Os níveis desta vitamina devem ser avaliados e corrigidos com aumento da exposição solar e através de suplementos se necessário.

A avaliação e prevenção do risco de quedas é outra medida que deve ser implementada, principalmente nos idosos: é importante remover obstáculos como tapetes ou fios eléctricos, iluminar adequadamente as divisões, utilizar calçado adequado (com sola de borracha), evitar medicação sedativa, corrigir perturbações da visão ou audição, entre outras medidas pontuais.

Sendo factores de risco para o desenvolvimento de osteoporose, é também fundamental a cessação tabágica e o consumo de álcool com moderação.

Seguinte >