Miosites

Que tratamentos são utilizados?

As miopatias inflamatórias são doenças crónicas, que não têm cura. Contudo, o tratamento adequado pode melhorar de forma significativa a força muscular e a capacidade funcional.

Os medicamentos mais frequentes utilizados são:

‐ Corticóides: medicamentos como a prednisolona podem ser muito eficazes no controlo dos sintomas das miopatias inflamatórias, mas o uso prolongado destes agentes pode ter diferentes efeitos secundários graves. Por esse motivo, o seu médico poderá associar-lhes outros medicamentos e tentará reduzir progressivamente as doses de corticóides à medida que a sua doença for melhorando;

‐ Medicamentos poupadores de corticóides: quando utilizados em combinação com os corticóides, permitem reduzir as doses e os efeitos secundários dos mesmos. Os mais frequentemente utilizados são o metotrexato e a azatioprina;

‐ Outros medicamentos, denominados biológicos, têm vindo a ser usados com alguma evidência.

Existem alguns cuidados e terapias que podem facilitar a recuperação e ajudar a lidar melhor com a doença:

‐ Os doentes com dermatomiosite devem ter cuidado na exposição solar, pois esta pode agravar as manchas da pele. Devem evitar apanhar sol nas horas de maior calor e usar um fator de proteção solar elevado;

‐ Praticar exercício físico ajuda a manter a força muscular, previne as contraturas musculares e melhora a resistência física. Os doentes mais debilitados podem inicialmente precisar de realizar fisioterapia de forma a recuperarem a sua mobilidade;

‐ A terapia da fala pode ser útil nos casos em que os músculos da garganta estão afetados;

‐ Os doentes com mais dificuldade em engolir devem preferir alimentos moles e triturar os alimentos mais sólidos. Podem beneficiar do apoio de um dietista/nutricionista que os ajude a criar um plano alimentar com refeições saudáveis e fáceis de digerir;

‐ Em casos mais graves de engasgamento, quando há risco de os alimentos entrarem nas vias respiratórias, pode ser necessário colocar uma sonda de modo a que os alimentos cheguem ao estômago. Um enfermeiro será o profissional mais indicado para colocar a sonda e ensinar ao doente e à sua família os cuidados a manter na sua utilização.

Seguinte >