Gota

Que consequências pode ter?

A gota é uma doença frequentemente subvalorizada pelo fato das suas crises de artrite, apesar de dolorosas e incapacitantes, serem de curta duração e acontecerem esporadicamente numa fase inicial. Contudo, se a hiperuricemia não for corrigida, podem advir graves consequências:

- As crises tornam-se cada vez mais frequentes e atingem cada vez mais articulações, até que o doente passa a ter dor, inflamação articular e incapacidade permanentes, consequência da destruição articular e deformidade.

- Tofos gotosos podem atingir grandes dimensões e agravar a incapacidade articular, infetar e comprimir nervos ou vasos.

- A acumulação renal de ácido úrico leva a insuficiência renal e cálculos renais, com risco de morte aumentado.

Vários estudos revelam também que doentes com gota têm mais doença coronária e morrem mais devido a enfartes do miocárdio do que indivíduos sem gota. Como tal, é igualmente importante manter controlados os fatores de risco cardiovasculares como a diabetes, hipertensão arterial ou dislipidémia.

Seguinte >