Artrites Idiopáticas Juvenis

Como se trata?

Hoje em dia existem vários fármacos muito eficazes para tratar as AIJs. O tratamento varia consoante a forma de AIJ.

Os casos de AIJ oligoarticular podem ser tratados eficazmente apenas com anti-Inflamatórios (ibuprofeno, meloxicam, diclofenac, naproxeno..) e/ou injeções nas articulações.

Se a doença persistir são iniciados fármacos modificadores de doença (DMARDs), sendo habitualmente escolhido o Metotrexato em primeiro lugar e que é eficaz na maioria dos casos.

Os casos de AIJ poliarticular com factores reumatóides, mais graves em termos articulares, necessitam de DMARDs (metotrexato preferencialmente), algumas vezes em associação. Se não resultar, é instituída terapêutica com agente biotecnológico, normalmente Etanercept, Adalimumab, (agentes anti-TNF administrados através de injeções subcutâneas) ou tocilizumab (anti-interleucina 6) que são muito eficazes nestas doenças.

Nas formas de AIJ Sistémica podem ser necessários corticóides na fase inicial e posteriormente DMARDs (metotrexato ou ciclosporina) e, se persistência de queixas, instituição de terapêutica biotecnológica com anakinra ou canacinumab (anti-interleucina 1) ou tocilizumab (anti-interleucina 6). Em crianças que estejam totalmente bem e sem inflamação por 2 anos, é possível iniciar a diminuição progressiva da medicação e, em alguns casos, suspender da medicação. Cerca de metade dos doentes, mantêm doença ativa na idade adulta.

Seguinte >