Artrite Reumatóide

AR e Depressão

Depressão na Artrite Reumatóide

O diagnóstico de Artrite Reumatóide pode surgir como uma experiência difícil e provocar alguma ansiedade, angústia e sentimento de revolta. A condição de doença crónica afecta em várias vertentes a maneira de encarar a imagem pessoal, a relação com os outros e até a própria vida.

A fase inicial é mais difícil pela intensidade das emoções e pela quantidade de informação que lhe vão dar sobre a doença, os tratamentos, seus possíveis efeitos secundários e necessidade de consultas e análises regulares. Muitas vezes não se consegue ouvir nem compreender tudo o que é dito. Pergunte, várias vezes se for preciso! 

Com o tempo vai começar a adaptar-se à nova realidade e vai conseguir encontrar o seu equilíbrio. Caso não consiga: peça ajuda! Procure ajuda entre a sua família, amigos e/ou profissionais de saúde que o acompanham.

É normal sentirmo-nos tristes por estarmos doentes ou quando temos uma contrariedade / desgosto na vida pessoal – chama-se tristeza normal. Pode causar impacto no sono e no apetite, ter dificuldades de concentração no trabalho e maior irritabilidade. Neste caso, estes sentimentos são geralmente ondulantes ao longo do dia, mas a pessoa continua a ter prazer em alguns aspectos da sua vida, podendo não causar limitação nas actividades sociais habituais. Este tipo de tristeza é limitada no tempo, geralmente breve e não beneficia com medicação.

A depressão é diferente de tristeza porque permanece no tempo e apresenta mais sintomas. É tratável e beneficia com medicação. Alguns dos sintomas incluem: tristeza persistente, sentimentos de desespero e de culpa, sensação de que nada o (a) anima, perda de interesse por actividades que antes lhe davam prazer, dificuldade de concentração, de memória e de tomar decisões, insónia ou sono excessivo, falta de vontade para enfrentar o dia-a-dia e de sair da cama, irritabilidade, choro fácil, sensação de mais dor física mal localizada, pensamentos sobre a dor e suicídio,…  

Lembre-se que trocar emoções é a melhor maneira de manter a sua saúde emocional e estreitar os laços com os que o (a) rodeiam e de quem gosta. Partilhe com eles o que está a passar e não evite o convívio! Disponha de tempo para actividades com eles e não tenha receio de partilhar as suas necessidades. Não esconda demasiado tempo os seus sentimentos. Se mantiver estes sentimentos de forma prolongada - peça ajuda!

Se lhe forem dados medicamentos para a depressão: tome-os da forma que lhe foi indicada e informe o seu médico caso não os esteja a tomar, para evitar mal entendidos e prescrição desnecessária de mais medicamentos.  

Os doentes com depressão podem recorrer à ajuda de especialistas na área da Psicologia e/ou Psiquiatria. Existe também a Associação Nacional de Doentes com Artrite Reumatóide – a “ANDAR” – que é uma associação de pessoas com a sua doença e onde pode encontrar grupos de inter-ajuda e mais explicações úteis sobre a Artrite Reumatóide.

Seguinte >